fbpx
Pago Quando Puder
malas-de-viagem

Férias: Dicas Para Viajar Sem Se Endividar!

Com a temporada de férias no auge é impossível não ficar com aquela vontade de largar tudo e ir se divertir! Contudo, é super importante se planejar, para que o descanso das férias não vire uma dor de cabeça no orçamento ao longo do ano. 

A boa notícia? Com pequenos esforços na hora de planejar o orçamento, você consegue fazer a sua viagem ser um sonho em todos os sentidos. 

viagem-de-familia-sem-dividas

Para curtir suas férias, descansar e ainda enfrentar a “volta à vida real” com mais tranquilidade, é só seguir as nossas dicas aqui em baixo! 

O melhor é sempre planejar a viagem com antecedência

Não existe economia sem planejamento e organização. Por isso, sua prioridade financeira na hora de planejar uma viagem econômica deve ser preparar um roteiro que faça sentido para o seu momento financeiro. 

Planeje os detalhes da sua viagem com calma e cuidado. Tenha um teto máximo de gastos antes de começar a comprar as passagens e a estadia e leve sempre em conta o custo de vida de um turista no local para onde você está indo. 

Em muitos casos, fazer reservas com antecedência garante bons descontos!

Além disso, quando você tem tempo, fica mais fácil fazer pesquisas de preço, ao invés de ter que escolher apenas entre “o que sobrou”.

finanças-pessoais

É importante pensar em quitar dívidas antes 

Viajar com preocupações não é uma boa ideia. Mesmo que seja a lazer, muito provavelmente você não irá conseguir relaxar nas suas férias se tiver dívidas acumuladas. Sem contar que, se a viagem não for bem planejada, ela poderá aumentar tamanho da sua dívida! 

Para garantir aproveitamento máximo, coloque na ponta do lápis quanto você precisa para quitar suas pendências. Pode ser que seja necessário fazer alguns pequenos cortes no orçamento da viagem, ou mesmo adiá-la um pouco.

Mas essa é, com certeza, a opção mais responsável. Os juros aumentam as dívidas dia a dia e, por isso, quanto mais tempo você demora para quitá-la, mais difícil fica para conseguir negociar com descontos.

Uma boa dica é usar parte do seu acerto das férias para ajudar no pagamento da dívida.

Cuidado com o uso de cartão de crédito na viagem

O cartão de crédito pode ser um aliado ou um vilão na sua viagem. O maior perigo do uso do cartão? Perder o controle e criar um dívida que vai te assombrar durante o ano todo.  

O cartão de crédito é muito útil para situações em que é necessário parcelar as compras e reservas para a viagem. Entretanto, descuidar do pagamento da fatura ou assumir gastos maiores do que você pode pagar é um grande erro! E você pode, inclusive, perder seu cartão por isso.

É importante pensar no médio e longo prazo: se você perder o cartão por ter adquirido dívidas, você pode ficar com o nome sujo na praça. Aí, em uma situação de emergência, pode não conseguir ter acesso ao crédito que precisa.

O mais aconselhável é dar preferência ao dinheiro em espécie ou ao cartão de débito. Para conseguir essa façanha, é necessário seguir a primeira dica: se planejar e guardar dinheiro para viajar, ao invés de adquirir dívidas!

Atenção: Cuidado redobrado no caso de viagens internacionais. As taxas de transação do seu banco no exterior e o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) aumentam (e muito) as faturas do cartão de crédito no fim do mês. 

Parcelar é uma boa ideia? 

Depende. O ideal é sempre tentar se planejar para pagar sua viagem à vista. Até porque, assim, você costuma conseguir bons descontos. Contudo, sabemos que nem sempre a realidade é tão simples… 

Então, se possível, tente parcelar as passagens e hospedagens antes da viagem, de forma que, no período em que você for viajar, estas parcelas já estejam quitadas.

Com isso, você evita que as despesas da viagem continuem comprometendo seu orçamento mesmo após ter voltado pra casa. 

Posso viajar, mesmo tendo o nome sujo? 

Você pode sim viajar com o nome sujo, mas este não é, de forma alguma, o cenário ideal. 

Além de todos os problemas relativos ao acúmulo de dívidas, você pode ter problemas por exemplo, ao tentar visitar um país estrangeiro. Afinal, muitos deles pedem comprovação de renda para se manter durante a viagem.   

Dentro do Brasil você pode encontrar dificuldades ao tentar alugar um carro na cidade em que está visitando ou até mesmo não conseguir deixar um cartão de crédito caução no hotel em que deseja se hospedar.  

Neste post você encontra ótimas dicas de como limpar o seu nome e quitar suas dívidas com desconto

Dicas para economizar na viagem 

Chegou até aqui e quer descobrir como enxugar os gastos e mesmo assim fazer uma viagem inesquecível? Confira algumas dicas abaixo: 

Compare preços de passagens, estadias e destinos turísticos 

Não é segredo para ninguém que a variação de preço das passagens e estadias é muito grande, dependendo da época em que você pretende viajar e da antecedência com a qual você pretende fazer as compras. 

Por isso, pesquise muito antes de fechar qualquer negócio! 

Algumas opções que vão baratear o seu passeio são: 

  • Evite os destinos turísticos muito conhecidos, opte por destinos alternativos;  
  • Tente evitar viajar na alta temporada; aproveitar o fim do verão em março, por exemplo, já diminui muito os seus gastos; 
  • Explore os diferentes tipos de hospedagem; você não precisa necessariamente ficar em um hotel. Com uma boa pesquisa online você consegue pousadas, albergues e Airbnb, que te garantem conforto a um preço bem mais acessível. 
  • Faça o cálculo do custo real do transporte que escolher utilizar; se optar por viajar de carro, por exemplo, não pense apenas no valor da gasolina. Coloque na ponta do lápis gastos como revisão, pedágios, lavagem se necessário…   
  • Se possível, compre entradas para atrações turísticas com antecedência, comprando pela internet você costuma pagar mais barato e ainda não enfrenta filas!

Faça um pré-roteiro 

Com um roteiro bem planejado, é mais difícil perder o controle e estourar seu orçamento.

Um bom roteiro deve ter mapas da cidade para onde está indo, com uma pesquisa prévia dos pontos turísticos e restaurantes que você não quer deixar de conhecer. Ajuste os trajetos para visitar, no mesmo dia, os locais mais próximos uns dos outros. Assim, você economiza tempo e dinheiro!

Em alguns lugares, é importante verificar qual meio de transporte é melhor: a pé, bicicleta, metrô, ônibus, carro… Isso pode garantir uma grande economia!

O Google, os blogs e sites como o Tripadvisor são ótimos lugares para pesquisar dicas de viajantes experientes.

Estabeleça um teto de gastos diário

Faça as contas para descobrir qual o valor máximo pode ser gasto naquela viagem, calcule se ele é o suficiente para você se manter no período em que vai viajar e estabeleça um teto de gastos diário

É muito mais fácil controlar os gastos tendo uma noção diária, do que apenas do valor total que você dispõe para a viagem.

Ao longo do dia faça contas e se planeje para não extrapolar o valor que você estabeleceu. E, se extrapolar, pense em como compensar, gastando menos em outro dia.

Evite gastos desnecessários

Nada pior do que ser pego de surpresa e ter que gastar parte (ou até mesmo todas) as economias da viagem para resolver problemas. 

Infelizmente imprevistos acontecem, mas podemos diminuir o máximo possível as chances deles ocorrerem se estivermos preparados. Para isso, mais uma vez, o planejamento é essencial: 

  • Antes de sair de casa, confira todos os documentos necessários para a viagem. Imagine chegar no aeroporto ou rodoviáriae perder as passagens porque esqueceu o documento em casa?

Faça um checklist de todos os documentos, notas fiscais e comprovantes que você irá precisar.

  • Confira a previsão do tempo na hora de arrumar as malas. Essa dica pode parecer um pouco estranha, mas já imaginou ter que gastar com roupas, só porque não estava preparado para o clima do local?  

Sim, isso pode acontecer. Uma boa dica é além de conferir a previsão do tempo, ler blogs com dicas sobre o clima local.

  • Identifique toda a sua bagagem e não descuide dos seus pertences de valor.  Estar longe de casa e descobrir que as suas malas se perderam pelo caminho é um pesadelo.

Para evitar que isso aconteça e te traga prejuízos, identifique a sua bagagem por dentro e por fora com uma etiqueta contendo seu nome, email e telefone e tente sempre protegê-la com um cadeado de viagem. 

Além disso, nunca se esqueça de que os seus pertences mais valiosos, como dinheiro, computadores, joias e outros objetos de valor, devem sempre ir juntinhos com você na sua bagagem de mão.

Economizando em pequenos detalhes da viagem, você consegue aproveitar bons passeios sem estourar seu orçamento e fica livre de dívidas decorrentes da viagem!

livros-de-financas

Se lembrou de mais alguma dica para viajar sem se endividar? Compartilhe com a gente nos comentários!

Avatar

Carol Andrade

Acredito na comunicação como maior instrumento educacional. Por isso, como jornalista, amo consumir e criar conteúdo para ajudar a democratizar as informações.

Deixe aqui o seu comentário

Dá aquele like!

Curta nossas páginas nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades do Pago Quando Puder!

Receba as novidades!