fbpx

>

>

Tipos de empréstimo: como escolher o melhor? [LISTA COMPLETA]

Tipos de empréstimo: como escolher o melhor? [LISTA COMPLETA]

Tempo de leitura: 8 minutos

Você está precisando solicitar crédito, mas não faz ideia de como escolher entre os tipos de empréstimo que existem? Seus problemas… Bom, não vão acabar, mas vão ficar mais fáceis depois da leitura deste post.

A primeira coisa que precisamos te dizer sobre essa história de pedir empréstimo é que existem várias possibilidades mesmo, e não saber o que fazer é natural. Entretanto, você não precisa e nem deve ir só com a cara e a coragem.

Estamos aqui justamente para informar e te preparar para tomar essa decisão. Vamos lá entender quais são os melhores empréstimos para você?

Empréstimo pessoal

O empréstimo pessoal, também chamado de crédito pessoal, é um dos tipos mais conhecidos e é bem provável que você já tenha ouvido falar a respeito.

O que temos é uma relação direta entre a instituição financeira e a pessoa que solicita o empréstimo, tendo a liberdade de usar o dinheiro da forma como desejar.

Esse tipo de empréstimo funciona de forma bastante simples. Você vai até um banco ou busca um empréstimo online e solicita esse crédito que será concedido ou não depois de uma avaliação.

As regras podem variar de uma instituição para a outra, por isso, você precisa dar atenção, sobretudo, a taxas, prazos e juros.

Vantagens

Ao pedir empréstimo pessoal, você conta com a vantagem de não encarar uma lista de exigências longa. Em geral, tudo o que as instituições desejam é que você esteja com as contas em dia, bastando antes consultar se seu nome está sujo ou não.

Uma vez que a instituição autoriza o crédito, o processo é rápido até que você tenha acesso ao dinheiro que solicitou. Assim, pode organizar sua vida financeira sem demora.

Desvantagens

Uma vez que o empréstimo pessoal não tem muitas exigências, isso significa que a instituição financeira não tem muitas garantias de que vai receber o dinheiro emprestado de volta.

Em outras palavras, como existe o risco de que a dívida não seja paga, o empréstimo pessoal não costuma permitir o acesso a grandes quantias de dinheiro. Além disso, cobra juros elevados e isso faz com que seja fundamental que você se planeje bem antes de assinar o contrato.

empréstimo pessoal

Empréstimo pessoal com garantias

O empréstimo com garantia funciona de forma muito parecida com a que acabamos de explicar, mas tem a diferença clara de que, ao pegar o dinheiro, você “entrega” um bem como garantia ao banco ou instituição financeira.

Esse bem pode ser sua casa ou apartamento ou um veículo que esteja em seu nome. Assim, caso você não consiga pagar o empréstimo feito, o banco pode ficar com esse bem para compensar.

Vantagens

Lembra que eu te disse sobre o quanto a falta de garantias do empréstimo pessoal faz com que o banco limite a quantidade de dinheiro concedida e apresente juros altos? Quando há uma garantia isso muda, porque o banco passa a ter certeza de que vai receber o dinheiro ou um bem valioso em retorno.

Assim, além de ser simples e rápido de conseguir, o empréstimo pessoal com garantia te dá acesso a valores mais altos e com juros menores. Algo que pode ser fundamental a depender da sua necessidade ao solicitar crédito.

Desvantagens

Todos os tipos de empréstimos têm desvantagens e, nesse caso, o que você precisa pensar é que os juros podem ser menores, mas se você não conseguir pagar a dívida, o banco vai tomar um bem.

Com isso, tenha em mente qual é esse patrimônio que você tem para dar como garantia e avalie o risco. Já imaginou dar sua casa e, no fim, ver sua família sem ter onde morar?



Empréstimo consignado

Outro velho conhecido de quem já precisou pedir crédito é o empréstimo consignado. Seu funcionamento tem semelhanças com o pessoal, mas se carateriza pelo desconto na folha de pagamentos de salário ou do INSS.

Isso significa que você solicita o empréstimo e, depois, o banco vai automaticamente descontar as parcelas que você deve do seu pagamento.

Sobre o empréstimo consignado, é importante saber ainda que:

  • está disponível para aposentados, pensionistas e servidores públicos;
  • o valor emprestado não pode superar 30% do salário ou benefício do INSS;
  • você deve autorizar expressamente o desconto em folha ao assinar o contrato.

Vantagens

Para o banco, o empréstimo consignado é de baixo risco porque o desconto em folha garante que a dívida será paga, o que resulta em juros menores.

Além do mais, o processo para contratar esse tipo de empréstimo é simples, sendo comum que instituições já tenham um valor pré-aprovado para liberar aos seus clientes.

Desvantagens

A primeira desvantagem é que o empréstimo consignado não está disponível para todos os clientes. A segunda é que, em razão da regra dos 30%, o valor disponibilizado pelo banco pode ser limitado.

>>>LER MAIS: Quer pegar empréstimo para pagar outras dívidas? Consulte grátis seu CPF e veja possibilidades de negociação.

Cheque especial

O cheque especial é um valor pré-aprovado que fica disponível para que você use caso gaste mais do que tem em sua conta. É um dos tipos de empréstimo mais conhecidos pela facilidade de acesso e que, inclusive, é um dos fatores que faz com que esse empréstimo tenha má fama.

Se você ainda não conhece a história de alguém que aceitou a oferta do banco para entrar no cheque especial e depois viu suas finanças se complicarem, aguarde, este dia vai chegar.

Vantagens

Já imaginou precisar de dinheiro e não precisar pedir um empréstimo? Com o cheque especial isso é possível e toda essa simplicidade é sua maior vantagem.

Você precisa ter atenção a isso, porém, para não acabar fazendo do cheque especial uma rotina em sua vida.

Desvantagens

O ditado que diz sobre algo ser bom demais para ser verdade não mente. Em contraste à facilidade de acesso, o cheque especial tem juros altos, que podem chegar a 14% ao mês.

Como se não bastasse, há um limite no crédito concedido e, geralmente, a quantia que você acessa não é suficiente para organizar sua vida financeira. Então, quem entra no cheque especial costuma ter dinheiro suficiente apenas para criar mais despesas.

Financiamento

Já viu anúncios de venda de veículos com financiamento? Financiar é uma forma de pedir empréstimo, recebendo do banco o dinheiro para a compra de um bem e pagando de volta respeitando prazos e juros.

Diferente dos tipos de empréstimo que apresentamos até agora, o financiamento só pode ser usado para fins específicos. Assim, se você vai ao banco em busca de dinheiro para a compra de um carro, não pode mudar de ideia no meio do caminho e usar o dinheiro para outra coisa.

Vantagens

O financiamento costuma estar atrelado à realização de um sonho e você deve pensar em buscá-lo quando não tiver dinheiro suficiente para comprar um bem de alto valor, como um veículo ou um imóvel.

A vantagem que você tem, além de conseguir a quantia necessária para compra, é a flexibilidade no prazo de pagamento, que pode se estender para mais de 30 anos.

Desvantagens

Há um rigoroso processo de avaliação para que o banco ou instituição financeira decida se vai ou não conceder o financiamento. Isso porque, trata-se de uma dívida alta e longa, então é preciso ter mais garantias.

Além do mais, ainda que não tenha os juros mais altos, o financiamento cobra taxas elevadas e você precisa dar atenção a isso para não se surpreender.



Empréstimo rotativo

Muita gente entende que empréstimos são vilões porque a ideia de solicitar crédito é vista como mau sinal. É certo que o melhor dos cenários é não passar por isso, mas caso a necessidade surja, fazer um empréstimo pode ser melhor do que deixar uma dívida crescer mais e mais.

Dito isso, se puder evitar o empréstimo rotativo de cartão de crédito, evite. Esse não é um empréstimo que você solicita, mas que acontece caso você não pague integralmente sua fatura do cartão. Sabe aquele juros altos do qual todo mundo diz que é preciso fugir? Pois é!

Vantagens

A vantagem desse tipo de crédito está na facilidade com a qual você pode acessá-lo. A fatura do cartão vem com uma quantia mínima e, além disso, você pode escolher pagar apenas uma parte do valor total.

Quando você segue por esse caminho, automaticamente joga o pagamento do restante do valor mais para frente e isso significa que você já “pediu” um empréstimo.

Desvantagens

A desvantagem é que você vai lidar com taxas de juros altíssimas que podem chegar a 400% ao ano! Uma situação que pode virar uma bola de neve ou te deixar em uma verdadeira sinuca de bico.

Antecipação do Imposto de Renda

Por vezes, quem faz sua declaração anual à Receita Federal tem direito à restituição do Imposto de Renda. Um valor que é pago ou devolvido segundo o calendário do Governo.

Acontece que, se você precisa pedir um empréstimo, tem a possibilidade de solicitar a antecipação da sua restituição por meio de um serviço oferecido por muitos bancos e instituições financeiras.

Isso só é possível, porém, para pessoas que têm dinheiro a receber da Receita Federal. Essa é a garantia que o banco tem de que a dívida será paga.

Vantagens

A contratação desse tipo de empréstimo é fácil, sendo necessário apenas enviar ao banco os documentos solicitados e que comprovem que a restituição do Imposto de Renda vai ser feita.

Com isso, a certeza de que a dívida será paga permite às instituições financeiras definição de  juros mais baixos e isso é sempre interessante.

Desvantagens

Esse é um empréstimo que se baseia inteiramente no valor que você tem a receber da Receita, o que pode não ser muito. Assim, se você precisa de valores mais elevados, vai precisar estudar outras opções antes de pedir um empréstimo.

Ainda, a antecipação do Imposto de Renda prevê prazos mais curtos para o pagamento da dívida, e isso demanda que você tenha um bom planejamento financeiro para evitar problemas.

Antecipação do 13° salário

A antecipação do 13° funciona de forma similar à antecipação da restituição do Imposto de Renda. A diferença é que, ao invés de usar o valor pago pela Receita para quitar sua dívida, o banco vai em busca do seu 13° salário.

Ao pedir esse empréstimo, você recebe da instituição financeira o valor equivalente ao seu 13° e assume a responsabilidade de devolver a quantia quando receber esse dinheiro da empresa que te emprega.

Vantagens

Nem todo mundo tem direito à restituição do Imposto de Renda, mas quem trabalha com carteira assinada tem direito ao 13° salário. Isso faz com que esse tipo de empréstimo seja mais acessível.

E como há garantia de que a dívida será paga, o banco cobra juros menores, além de permitir que você tenha acesso ao dinheiro rapidamente.

Desvantagens

Como se baseia em seu 13°, esse empréstimo de antecipação não vai te conceder um valor mais alto do que o equivalente ao salário “bônus” do fim do ano.

Além disso, você precisa pagar a dívida na data definida, ainda que sua empresa atrase o repasse do 13° ou que você acabe não recebendo esse dinheiro.

Com isso, lembre-se que no fim de ano nossos gastos tendem a aumentar e ter acesso ao 13° nessa época é um grande alívio financeiro para muitos. Repassar esse dinheiro ao banco, pode complicar sua vida financeira.

Então, pense bem. Falamos de um tipo de empréstimo de fácil acesso, mas que pode não ser o mais interessante se você teme fazer novas dívidas na virada do ano.

Como escolher o melhor empréstimo

Agora que você conhece os principais tipos de empréstimo, já deve ter percebido as diferenças entre eles e que são muitas as variáveis a serem consideradas.

Com isso, a única resposta que podemos te dar sobre qual é o melhor investimento é: depende! Dos seus objetivos, da quantidade de dinheiro que você precisa, dos custos envolvidos e da sua situação financeira. Isso tudo são fatores que você precisa considerar ao escolher e pedir empréstimo sem peso na consciência.

Quanto a isso, nossa dica é: analise e se planeje. Empréstimos não são vilões, mas podem se tornar um problemão se você não conseguir quitar a dívida feita. Então, nada de agir por impulso! Informe-se, estude as possibilidades e só depois se decida.

Este post te ajudou e você quer receber mais dicas de finanças pessoais? Inscreva-se gratuitamente no Clube do Corre e participe da maior comunidade de especialistas em perrengues financeiros do Brasil. Nós garantimos bons conteúdos no seu e-mail e nada de spam!

Tags relacionadas

Larissa Reis

Deixa que eu escrevo! Como jornalista, sempre acreditei no poder da comunicação bem feita para compartilhar informações relevantes, e é para isso que produzo conteúdo!
ilustração de envelope com 1 notificação

Participe do Clube do Corre

E receba lembretes semanais sobre tudo o que impacta o seu bolso! É de graça:

    Compartilhe

    Share on facebook
    Share on whatsapp
    Share on email
    Share on linkedin
    Share on twitter
    Share on pinterest

    Você pode gostar também

    Queremos saber o que você achou!

    Deixe aqui seu comentário.