fbpx

>

>

Reserva de Emergência: Qual o melhor lugar para deixar atualmente?

Reserva de Emergência: Qual o melhor lugar para deixar atualmente?

Tempo de leitura: 4 minutos

Reserva de emergência é um dos termos mais comentados do mundo das finanças pessoais. E verdade seja dita: ela merece todo esse destaque. Ainda mais em momentos desafiadores, como o que estamos vivendo por conta da pandemia do novo coronavírus, é importantíssimo ter dinheiro guardado em casos de emergências.

Se você ainda não tem a sua ou não sabe onde guardar o seu suado dinheiro com todas as mudanças recentes, está no lugar certo. Boa leitura! 

O que é reserva de emergência?

Ter uma reserva de emergência nada mais é do que investir dinheiro para momentos de extrema necessidade. Apesar de o conceito ter ficado mais famoso recentemente, essa ideia já estava presente no nosso dia a dia faz tempo. Você provavelmente lembra de pessoas na sua infância que sempre tinham um dinheirinho guardado para salvar um familiar na hora do aperto, certo? 

É só pensar nisso para entender o objetivo da reserva de emergência: garantir que você vai ter dinheiro quando estiver em uma situação não prevista e que precisa ser resolvida urgentemente

Se você perder o emprego, por exemplo, pode aproveitar os recursos da reserva de emergência para pagar as contas até voltar ao mercado de trabalho. O mesmo pode acontecer em caso de doenças na família e problemas na estrutura da casa, entre outras situações emergenciais que podem surgir na vida adulta. 

Agora, se você “precisa” de dinheiro para fazer uma viagem de férias ou trocar o carro por um modelo mais novo, é mais interessante preservar a reserva de emergência e buscar outras formas de realizar esses desejos. 

Pode ser tentador visualizar essa quantia toda de dinheiro, mas é muito importante ter em mente que essa reserva só deve ser usada em casos emergenciais.

Qual é a importância de ter dinheiro guardado para emergências? 

Dinheiro pode não trazer felicidade, mas muitos problemas podem ser resolvidos ou evitados se você tiver grana para lidar com as situações da vida, concorda?

A reserva de emergência é importante para viver de forma digna durante o desemprego, ter tranquilidade durante uma recuperação de saúde ou poder ajudar familiares próximos em momentos complexos, entre outros exemplos.

Todo mundo enfrenta imprevistos durante a vida e a reserva financeira é uma ótima maneira de lidar com eles da melhor forma possível, evitando dor de cabeça. 

Em outras palavras, quem tem a reserva de emergência tem menos chances de precisar de um empréstimo, se endividar ou ficar sem ampara em um momento inesperado.

Como calcular o valor ideal para a sua reserva de emergência?

Para que a reserva de emergência cumpra o seu objetivo, é necessário pensar no valor que será guardado de forma estratégica. O ideal é que a sua reserva seja suficiente para cobrir os gastos domésticos por 6 meses, e esse tempo pode aumentar de acordo com o seu estilo de vida

Se você for autônomo ou qualquer outro profissional que tenha menos estabilidade financeira, é interessante que essa quantia aumente. Da mesma forma, uma pessoa responsável pelo sustento da família pode ter necessidade de guardar mais dinheiro do que uma pessoa solteira. 

Não existem regras. Você precisa refletir sobre a sua vida financeira para determinar a quantidade de meses mais segura. 

Feito isso, uma boa forma de saber qual é o valor ideal da sua reserva de emergência é somar todos os seus gastos e multiplicar por 6 (ou pelo número de meses que você acredita ser o mais indicado para a sua realidade financeira). Pronto! O resultado do cálculo é a sua meta. 

Entretanto, isso não significa que você deve desistir dessa ideia só por não ter dinheiro suficiente para investir agora. Muito pelo contrário! A maioria das pessoas precisa de tempo para conseguir juntar o montante ideal da reserva de emergência. O mais importante é se planejar e começar a poupar desde já. 

Exemplo: se você recebe R$ 2.000 e precisa juntar R$ 10.000, determine uma taxa mensal para atingir esse objetivo. Analise seus gastos para entender se vai ser possível economizar R$ 100, R$ 200 ou qualquer outro valor por mês. 

Qual é o melhor investimento para reserva de emergência?

Não é seguro e nem inteligente guardar o fundo de emergência embaixo do colchão. A melhor escolha é um investimento de baixo risco e que permita resgates diários. Ou seja: que você não precise esperar um prazo para solicitar o dinheiro. 

O objetivo desses investimentos não é o enriquecimento, mas tirar o dinheiro da conta que você usa no dia a dia e deixá-lo em um lugar seguro. Se isso vier acompanhado de algum retorno financeiro, ótimo. 

Veja algumas boas opções!

Poupança

Apesar de render menos do que as outras alternativas que vamos mostrar aqui, a poupança continua sendo um jeito seguro de guardar dinheiro. Então, pode ser uma boa alternativa para quem ainda está com receio de buscar outros tipos de investimentos, mas sabe que precisa tirar o dinheiro da conta corrente para não gastar tudo. 

Tesouro Selic 

Investir no Tesouro Selic é como emprestar dinheiro ao governo federal e receber juros por isso. Esse título está atrelado à Taxa Selic, a taxa básica de juros, que anda muito baixa nos últimos tempos — o que, entre outras coisas, fez com que muitas pessoas desistissem  desse tipo de investimento. 

No entanto, a longo prazo essa ainda pode ser uma opção atrativa para quem quer guardar dinheiro para situações de emergência. As principais explicações para isso é que o Tesouro Selic permite investimentos com pouco dinheiro, de forma prática e baixo risco — uma excelente porta de entrada para quem está começando a poupar agora. 

CDB

O CDB (Certificado de Depósito Bancário) é um tipo de investimento em renda fixa e também é uma escolha muito segura e que costuma render bem mais do que a poupança. 

De forma resumida, esse tipo de título é uma forma dos bancos captarem recursos para oferecer empréstimos aos seus clientes. Em troca, essas instituições oferecem juros aos investidores.

Existem vários tipos de CDBs e, se a ideia é investir para a reserva de emergência, é importante que o escolhido tenha liquidez diária. 

Por falar nisso, os CDBs dos bancos digitais andam fazendo muito sucesso entre os investidores. Vale a pena conferir se as condições fazem sentido para você! 

Nós sabemos o quanto o primeiro passo nos investimentos pode ser desafiador, mas é essencial tentar se livrar de crenças limitantes e conseguir o foco necessário para alcançar as suas metas. Afinal de contas, a reserva de emergência é uma ferramenta indispensável para quem quer uma vida financeira muito mais segura. Precisa de ideias para fazer uma renda extra e finalmente conseguir investir o seu dinheiro? Confira algumas opções interessantes no nosso infográfico!

Tags relacionadas

Carol de Assis

Mãe e redatora freelancer, aprendeu (depois de vários apertos) a importância de administrar bem o dinheiro e ter uma reserva financeira.
ilustração de envelope com 1 notificação

Participe do Clube do Corre

E receba lembretes semanais sobre tudo o que impacta o seu bolso! É de graça:

    Compartilhe

    Compartilhar no facebook
    Compartilhar no whatsapp
    Compartilhar no email
    Compartilhar no linkedin
    Compartilhar no twitter
    Compartilhar no pinterest

    Você pode gostar também

    Queremos saber o que você achou!

    Deixe aqui seu comentário.