Pago Quando Puder
Por que priorizar o pagamento de dívidas

Por que priorizar o pagamento das dívidas?

Algumas das principais dúvidas de quem está endividado é: como priorizo meus gastos? Quando e como incluir o pagamento da dívida no meu orçamento? 

Deixar de pagar as dívidas torna suas dívidas ainda maiores, além de aumentar a dificuldade em conseguir empréstimos ou fazer compras a prazo. 

Por isso nós queremos te convencer de que a melhor escolha que você pode fazer é pagar as suas dívidas o quanto antes. E, além disso, te dar boas soluções para fazer isso sem comprometer o orçamento da sua família.

O acúmulo de juros

As dívidas crescem com o passar do tempo. Atrasos no pagamento do cartão de crédito e do cheque especial são exemplos de situações que geram juros altíssimos e de forma muito rápida.

O percentual de juros precisa ser informado no momento em que você adquire um produto, crédito ou qualquer outro recurso financeiro.

Não por acaso, especialistas em economia são unânimes em dizer que é importante pagar primeiro as dívidas que têm os juros mais altos

Caso contrário, é totalmente possível que um produto comprado inicialmente por R$1.000,00 reais se transforme em uma dívida de mais de R$10.000,00 rapidamente. 

Por isso, leia o contrato das suas dívidas e entenda a dimensão que elas tomaram para se organizar e parar de perder dinheiro. 

O efeito no seu Cadastro Positivo

Você já ouviu falar no Cadastro Positivo? Ele é um banco de dados com que armazena informações sobre o seu histórico financeiro. Funciona como um currículo da sua vida financeira, que mostra as suas contas pagas em dia e também as dívidas em atraso. 

Você ganha pontos quando paga os seus compromissos em dia e demonstra para mercado que é um bom pagador. E essa pontuação é consultada por lojas e empresas quando você solicita empréstimos ou faz compras a prazo. 

Antigamente, as pessoas precisavam fazer um cadastro para entrar no banco de dados, mas desde 9 de julho de 2019, ele passou a ser automático para todo o Brasil.

Sendo assim, quanto mais rápido você pagar as dívidas, menos impacto elas vão ter na sua pontuação do Cadastro Positivo

E com isso, mais vantagens você pode encontrar na hora de comprar:

  • Possibilidade de ter acesso a menores taxas e juros;
  • Facilidade na aprovação de crédito.
  • Menos burocracia para financiamento e empréstimos.

Vale destacar que mesmo pessoas negativadas ou com dívidas em atraso têm pontos no Cadastro Positivo. Entretanto, pagar as contas atrasadas e efetuar outros pagamentos em dia contribuem para melhorar essa pontuação. 

O acúmulo de outras dívidas

Infelizmente, o acúmulo de dívidas é uma situação muito comum. 

No desespero de pagar contas em atraso, algumas pessoas acabam criando outras dívidas. Essa tentativa desesperada de resolver a inadimplência pode trazer mais problemas. 

Não é por acaso que, só no Brasil, 40% da população adulta está negativada! Isso mesmo: essas são as pessoas com o nome no SPC ou Serasa, fora as outras que “só” estão endividadas. 

Um exemplo clássico é solicitar um empréstimo para pagar a entrada do financiamento imobiliário, mas acabar não conseguindo pagar nem um, nem o outro. Também é comum que pessoas usem o cartão de crédito ou cheque especial para pagar uma conta atrasada. 

O resultado é que, quando elas só conseguem pagar o mínimo do cartão, surge um desequilíbrio das contas que, se não for cessado rapidamente, promove o famoso efeito bola de neve. 

Problemas práticos de estar com o nome sujo

A principal consequência de não pagar as dívidas é ter o nome incluído nos órgãos de proteção ao crédito, ou seja, ficar com o nome sujo. 

Estar com o CPF no banco de dados de empresas — como o SPC e o Serasa — geram várias consequências e nem sempre os endividados conhecem todas elas:

Suspensão de serviços 

Telefone, cartão de crédito e internet são só alguns exemplos de serviços que podem ser cortados devido a atrasos e provocar diversos transtornos. 

Dificuldade para alugar imóveis

Muitas imobiliárias optam por não locar imóveis para clientes negativados. Mesmo que eles preencham todos os outros requisitos, como ter renda e seguro fiança, por terem o nome sujo, não conseguem alugar casas ou apartamentos. 

Não conseguir cartões de crédito

Antes de disponibilizar o cartão de crédito para uma pessoa, as empresas realizam consultas nos órgãos de proteção ao crédito e assim como acontece com outros tipos de serviços, como empréstimos e financiamentos, o pedido pode ser negado caso o nome esteja sujo. 

Existem sim, outras opções de cartões para negativados. Mas, além de limites menores, essas opções geralmente são mais difíceis de conseguir e possuem juros ainda maiores em caso de inadimplência. 

O impacto das dívidas na sua saúde

As dívidas não influenciam apenas os aspectos sociais e financeiros. Vários estudos apontam que problemas com o dinheiro também afetam a saúde

Estresse

Receber ligações de cobrança, ser impedido de realizar diversas coisas por conta da restrição de crédito, entre outras consequências, geram um alto nível de estresse. 

Afinal, ninguém gosta de ter dívidas e é natural que estar nessa situação deixe as pessoas mais irritadas, desanimadas e estressadas.

O resultado da constância desse estado mental tem influências no corpo e pode ter decorrências mais graves com o passar do tempo, como úlceras, insônia, pressão alta, entre outras

Depressão

A combinação de estresse e angústia por não saber como pagar as contas com certeza afetam o humor. Esse estado de desânimo gera medo, insegurança e pessimismo diante da vida. 

Por isso as dívidas podem ser causadoras ou agravantes para quadros depressivos, impactando a vida de quem passa por isso de outras formas.

Não é por acaso que as crises econômicas são vistas como um dos motivos para o aumento dos suicídios nos últimos anos. 

E, se esse é o seu caso, procure ajuda. Você pode ligar para o Centro de Valorização da Vida, discando 188. A ligação é gratuita e os profissionais da equipe podem te ajudar a trazer uma luz para o seu contexto. 

Os problemas para os seus relacionamentos

Problemas com o controle do dinheiro também afetam os relacionamentos afetivos. 

Para você ter uma ideia, cerca de 46% dos casais brigam por questões financeiras.

O principal motivo para isso é que o desgaste provocado pelas dívidas torna qualquer relacionamento muito mais difícil. Fica complicado manter um bom relacionamento, seja com amigos, familiares ou parceiros amorosos quando se está com recursos financeiros muito escassos, com baixa autoestima, irritado ou estressado. 

Então, o que fazer?

Se você está endividado e entendeu a importância de resolver esse problema para que ele não afete outros aspectos da sua vida, financeira ou não, nós queremos te ajudar.

Separamos os nossos melhores conteúdos sobre pagamento de dívidas com soluções que podem caber no seu bolso e na sua realidade, sem que isso atrapalhe a sua vida e a da sua família!

Leia os conteúdos e escolha a opção que mais combina com você. E, se tiver dúvidas, é só deixar um comentário, que nós responderemos! 😉

Carol de Assis

Mãe e redatora freelancer, aprendeu (depois de vários apertos) a importância de administrar bem o dinheiro e ter uma reserva financeira.

Deixe aqui o seu comentário

Dá aquele like!

Curta nossas páginas nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades do Pago Quando Puder!

Receba as novidades!