fbpx

>

>

Malha fina: o que é e o que acontece quando você cai nela?

Malha fina: o que é e o que acontece quando você cai nela?

Tempo de leitura: 4 minutos

Você declarou o Imposto de Renda de 2022 e está se perguntando o que acontece agora?

Há um período de espera enquanto o Fisco analisa as informações recebidas e determina quem tem dinheiro a receber ― a famosa restituição ― e quem caiu na malha fina.

Se você está aqui para descobrir o que é malha fina, como descobrir se caiu nela e o que fazer, chegou ao post certo. Siga em frente e tire todas as suas dúvidas!

O que significa cair na malha fina?

Cair na malha fina significa que a Receita Federal identificou algum erro na sua declaração do Imposto de Renda. E, por isso, vai reter o imposto até analisar melhor a situação.

Ao final dessa análise, a depender da conclusão que a Receita tirar, você pode ter que pagar uma multa. Em casos mais graves, pode ser indiciado por crime tributário.

O que faz uma pessoa cair na malha fina?

O bom é que dá para evitar cair na malha fina. Para isso, não cometa erros abaixo:

Erros de digitação, sobretudo de números

Imagine que você teve uma despesa médica de R$ 500, mas acabou digitando R$ 5.000. A Receita notará que você informou um valor e, seu médico, outro. E isso vai gerar uma inconsistência que pode te levar para a malha fina.

Declarar despesas médicas de forma indevida

Se você aumentar o valor de despesas médicas na esperança de pagar menos imposto, corre o risco de cair na malha fina.

A Receita vai fazer o cruzamento de dados entre a sua declaração e a dos profissionais de saúde que te atenderam e notar o erro.

Declarar rendimentos na ficha errada

Ao fazer a declaração tenha atenção para colocar cada informação em seu devido lugar.

Se você adiciona um rendimento tributável na aba dos não tributáveis, por exemplo, corre o risco de pagar multa ou juros caso isso altere o resultado da declaração.

Omitir rendimentos

Na tentativa de reduzir o valor a ser pago ou por simples desinformação, há quem se esqueça de informar rendimentos. Como é o caso de um aluguel recebido.

Os valores devem ser apresentados em “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Física/Exterior”. Se você não faz isso, mas seu inquilino declara a despesa, a Receita percebe.

Não informar o rendimento de dependentes

Vamos a um exemplo: se você tem filhos que declara como dependentes, deve informar sobre eventuais fontes de renda que eles tenham, como a bolsa estágio.

Como saber se caí na malha fina?

Geralmente, as pessoas descobrem que caíram na malha fina quando não recebem a restituição do Imposto de Renda no prazo. Mas essa não é a única forma.

Você pode verificar sua situação no site da Receita Federal seguindo os passos abaixo:

  1. acesse o site do e-CAC;
  2. informe seus dados para fazer o login;
  3. clique em “Meu Imposto de Renda (extrato DIRPF)”;
  4. busque pela aba “Processamento” e vá em “Pendências de Malha”.

É aí que você vai verificar se caiu na malha fina e descobrir o porquê ― algo muito importante, já que você pode corrigir o erro para evitar problemas.

Quais são as consequências de cair da malha fina?

Mais do que saber o que é malha fina, muita gente quer mesmo é descobrir o que acontece depois de cair nela. A gente te conta, já fazendo o alerta para que você evite a situação.

Erros não intencionais

Se, por acaso, você cometer um erro na sua declaração, a Receita Federal vai avisar para que você faça algo a respeito.

Uma declaração com inconsistências pode fazer com que você tenha imposto a pagar. Quanto a isso, saiba que a Receita cobra uma multa de 0,33% por dia de atraso.

Essa multa fica limitada a 20% do valor total devido. Ainda, existe a cobrança de juros corrigidos pela taxa Selic acumulada do período.

Agora, se a Receita informar o erro e você não fizer nada para regularizar sua situação, a multa sobe para 75% do valor devido.

Erros mal-intencionados

Se você escolher tentar enganar a Receita de alguma forma e o Fisco identificar omissões propositais ou tentativas de fraude, as consequências são mais graves.

A multa sobe para 150% sobre o imposto devido, podendo chegar a 225% caso você não atenda a solicitação da Receita para prestar esclarecimentos pessoalmente.

Além do mais, em casos mais graves, a Receita pode protestar a declaração em cartório — o que te deixaria com o “nome sujo” — ou até abrir um processo alegando crime tributário.

Caí na malha fina. E agora?

Calma! Tem como resolver a malha fina e corrigir a situação antes que se agrave. Veja só:

Retificação do Imposto de Renda

Se existem informações incorretas ou incompletas, você pode retificar sua declaração no sistema da Receita ― o mesmo que você usa para fazer o envio inicial.

Você pode fazer isso espontaneamente, caso identifique algum erro por conta própria, ou assim que receber o aviso da Receita Federal de que algo precisa ser corrigido.

Termo de Intimação ou agendamento de atendimento

Se a declaração foi retida, mas está correta e você tem documentos que podem comprovar isso, existem duas alternativas.

A primeira é aguardar o recebimento do Termo de Intimação ou o Lançamento da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil e, então, comparecer para prestar esclarecimentos.

A segunda é ir até a área “Meu Imposto de Renda”, no extrato da declaração, e agendar um atendimento para apresentar os documentos.

Viu só? Agora, você já sabe o que é malha fina, como evitá-la e como resolver a situação. Uma dica: aproveite a sua restituição para quitar possíveis dívidas e mantenha seu Score sempre positivo.

Gostou deste conteúdo? Que tal seguir a Acerto nas redes sociais e ficar por dentro de todas as novidades que impactam a sua vida financeira?

Tags relacionadas

Larissa Reis

Deixa que eu escrevo! Como jornalista, sempre acreditei no poder da comunicação bem feita para compartilhar informações relevantes, e é para isso que produzo conteúdo!
ilustração de envelope com 1 notificação

Participe do Clube do Corre

E receba lembretes semanais sobre tudo o que impacta o seu bolso! É de graça:

    Compartilhe

    Compartilhar no facebook
    Compartilhar no whatsapp
    Compartilhar no email
    Compartilhar no linkedin
    Compartilhar no twitter
    Compartilhar no pinterest

    Você pode gostar também