fbpx
Pago Quando Puder
funcionamento-presencial-inss

Funcionamento Do INSS Na Pandemia: O Que Você Precisa Saber

Diversos órgãos e serviços públicos tiveram o funcionamento interrompido ou modificado temporariamente, em todo o Brasil, por causa da pandemia do novo coronavírus. Um deles foi o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Desde março deste ano, as agências do INSS estão fechadas. A decisão de parar o atendimento presencial, segundo o órgão, visa proteger servidores, segurados e beneficiários, visto que é um local comum de aglomeração de pessoas em situação de risco, como idosos.

Se você precisa dos serviços oferecidos pela Previdência Social, leia este artigo para saber como fica o funcionamento do INSS durante a pandemia.

Como receber atendimento do INSS durante a pandemia?

As portas das agências da Previdência Social ficarão fechadas, à princípio, até o dia 19 de junho. Pelo menos, esse é o prazo até o momento, já que ele pode ser prorrogado pelo governo caso entenda que a liberação do funcionamento presencial do INSS ainda pode colocar a população em risco.

Até lá, o INSS continua atendendo à distância, pelo site e aplicativo Meu INSS (Android e iOS) e pelo telefone 135. Mais de 90 serviços, como solicitação e acompanhamento de benefícios, estão sendo oferecidos pelo instituto nesses ambientes para facilitar o atendimento.

Vale ressaltar, também, que está suspensa a necessidade de apresentar documentos originais, como certidões de nascimento, casamento e óbito para a autenticação de cópias de documentos anexadas pelos canais remotos.

Outra mudança temporária é que a apresentação de prova de vida aos bancos, exigida anualmente pelo INSS para a manutenção de alguns benefícios, como a aposentadoria e a pensão, agora pode ser feita por procuração.

Como ficam as agências até lá?

As agências da Previdência Social estão mantendo plantão, por meio telefônico, em horário comercial (das 8h às 18h). No entanto, esse atendimento é destinado exclusivamente a prestar esclarecimento aos segurados e beneficiários sobre como acessar os canais de atendimento remotos.

Os telefones de todas as agências do Brasil estão disponíveis aqui

Por isso, não adianta ir presencialmente a uma agência do INSS na sua cidade, pois todos os atendimentos estão ocorrendo apenas por telefone, ok?

Precisa de perícia do INSS? Faça pelo aplicativo

Segundo o órgão, casos que dependem de perícia médica, como aqueles que buscam auxílio-doença, serão analisados sem a perícia presencial durante esse período. Para isso, o segurado precisa anexar o atestado médico pelo portal ou aplicativo Meu INSS. 

Se você já havia marcado o agendamento para realizar sua perícia médica em uma agência antes do início da pandemia, deve desconsiderar a marcação e fazer todo o processo pelo site ou aplicativo da Previdência Social.

A análise dos requerimentos de benefícios continua a ser feita de forma normal, com base nos atestados enviados por meio do Meu INSS. 

O INSS preparou um vídeo explicando o passo a passo para enviar seu atestado médico pelo site ou aplicativo. Assista aqui.

Assistente virtual no site

Para garantir agilidade nos atendimentos, o INSS criou uma assistente virtual chamada Heloísa, ou Helô, que está disponível, por enquanto, somente pelo site Meu INSS.

Desde que foi criada, a assistente virtual do INSS já realizou mais de 500 mil atendimentos. Segundo o órgão, a maior parte dos atendimentos foi relacionada ao esclarecimento de dúvidas sobre benefícios e serviços, perícia médica e extratos, certidões e declarações.

Para falar com a Helô, quando abrir o site gov.br/meuinss, é só clicar no canto inferior direito da tela, onde aparece o ícone para começar a interação.

Quando iniciar a conversa, a Helô vai perguntar o seu nome e o seu CPF. Nenhum outro dado é solicitado. A assistente solicita-os apenas para personalizar o atendimento.

assistente-virtual-inss

Fonte: INSS

Mas um alerta: por se tratar de uma inteligência artificial, a assistente pode responder somente às dúvidas e perguntas simples relacionadas aos serviços e benefícios do órgão. Ao menos, por enquanto. A ideia é que ela aprenda com as interações dos segurados e se aprimore cada vez mais. 

Quando o INSS volta a atender presencialmente?

A última portaria instituída pelo governo informa a data de 19 de junho para o fim do atendimento remoto e reabertura das agências da Previdência Social.

No entanto, o documento também instituiu um grupo de trabalho que ficará responsável por elaborar e executar o plano de ação para o retorno gradual do atendimento presencial. 

Ou seja, as agências não voltarão ao normal imediatamente após 19 de junho. Elas deverão seguir protocolos, como lotação máxima das agências, distanciamento entre as pessoas e uso de máscara e outras medidas sanitárias.

Quer receber conteúdos como este e ser atualizado também sobre este e outros temas? Inscreva-se na nossa newsletter.

Avatar

Kleiton Reis

Kleiton Reis é jornalista e apaixonado por marketing, finanças e por ensinar. Acredita que pequenas ações geram grandes resultados e que as mudanças devem começar dentro de cada um antes de tomar o mundo.

Deixe aqui o seu comentário

Dá aquele like!

Curta nossas páginas nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades do Pago Quando Puder!

Receba as novidades!