Pago Quando Puder
Diferença entre SPC e Serasa

Qual a diferença entre o SPC e a Serasa?

Muitas pessoas pensam que SPC e Serasa são a mesma empresa. 

E essa confusão se dá especialmente porque ambas estão associadas a negativação e suas consequências, o que é mesmo um dos serviço que as duas oferecem.

Porém, além disso, as duas empresas possuem outros serviços que podem ser de benefício de nós, consumidores. 

Por isso é importante que você entenda a diferença entre elas.

O que você precisa saber sobre o SPC

O SPC é o sistema de informações da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e seus dados são coletados pelos próprios lojistas credenciados. 

O seu maior objetivo é de auxiliar nas decisões de concessão de crédito a pessoas físicas e jurídicas para empresas em todo o país. 

O serviço, disponível no Brasil desde 1955, é gerido pelas associações comerciais brasileiras das Câmaras de Dirigentes Lojistas. São diversas unidades distribuídas pelo país, em várias cidades, sendo pelo menos uma em cada capital.

O banco de dados do SPC disponibiliza informações de consumidores sobre seus débitos em geral, incluindo contas de água e luz

Mas ele também faz toda a prospecção e a gestão da análise de crédito para as empresas associadas. 

Além disso, disponibiliza serviços aos consumidores como recuperação de crédito, proteção aos documentos e educação financeira e sobre investimentos.

Como fazer uma consulta no SPC?

Para realizar consultas junto ao SPC você tem 3 opções:

  1. Através do site, pagando cerca de R$9,90;
  2. Pelo aplicativo do SPC, disponível para download em Android e IOS;
  3. Indo até a o posto de atendimento mais próximo.

Outros serviços do SPC

Além do sistema de negativação, a empresa possui outros serviços úteis, tanto a consumidores quanto a outros comércios e negócios.

Você pode, por exemplo, fazer uso do SPC Alerta de Documentos que monitora a busca pelos seus dados em sistemas de negativação e te notifica quando o seu CPF, por exemplo, for pesquisado.

Isso é importante para manter a segurança dos seus dados e evitar fraudes — como o uso do seu CPF por outras pessoas sem a sua autorização. 

Outro serviço é o de negociação de dívidas que, embora não seja muito conhecido, possui condições especiais para que você negocie e quite os seus débitos, consequentemente limpando o seu nome.

O que você precisa saber sobre a SERASA

O Serasa, cujo nome completo é Serasa Experian, é uma empresa privada do grupo inglês Experian, responsável pelo banco de dados gerado pela Federação Brasileira das Associações de Bancos.

Eles têm objetivos parecidos com o SPC, principalmente no que diz respeito a análises de crédito e gestão de riscos financeiros. 

Mas a principal diferença está no fornecimento de informações sobre a situação financeira dos consumidores e as dívidas com bancos e instituições de crédito.

Como fazer uma consulta na Serasa?

Assim como no SPC, no Serasa você consegue fazer a consulta especialmente por 3 canais:

  1. Através do site, onde a pesquisa é gratuita;
  2. Pelo app para celular, disponível em Android e IOS;
  3. E pelos postos de atendimento da sua cidade.

Outros serviços do Serasa

O grande diferencial do Serasa é que, além do processo de cadastro de pessoas inadimplentes — o famoso nome sujo —, eles ainda contam com diversos outros serviços úteis ao consumidor, como:

  • Serasa eCred: um serviço que compara opções de crédito online para fornecer, mesmo para pessoas negativadas, opções de empréstimo pessoal e cartões de crédito;
  • Serasa Limpa Nome: também conhecido como Feirão Limpa Nome. Um portal voltado para a negociação de dívidas com diversas empresas, que conta com descontos exclusivos;
  • Serasa Ensina: um blog que também conta com um canal no youtube, com diversas dicas sobre como cuidar bem do seu dinheiro;
  • Serasa Antifraude: que é um serviço de monitoramento do seu CPF para saber quem consultou o seu nome e também ser alertado sobre pedidos de negativação.

Cadastro Positivo

Você pode não saber, mas as duas empresas — tanto o SPC quanto o Serasa — compartilham da sua base de dados, tanto negativa quanto positiva.

E sim, existe uma base positiva.

É o chamado Cadastro Positivo, um sistema que, baseado no seu histórico como pagador, te dá uma nota para que as empresas saibam que podem confiar em você, e com isso te deem benefícios exclusivos.

Desde julho de 2019 o cadastro neste sistema passou a ser automático. A ideia por trás é trazer equilíbrio no banco de dados — já que a negativação já era visível e acessível às empresas — para que as pessoas não tenham apenas um histórico ruim.

Ou seja: no lugar de se basearem apenas no seu comportamento como mal pagador, que acabou negativando o seu nome, bancos e comércios também tem acesso ao seu currículo como bom pagador.

E, a partir dele, podem te fornecer melhores opções de crédito, juros menores, financiamentos, empréstimos e cartões.

Ainda tem o SCPC. Você conhece?

Além do SPC e da Serasa, existem outros birôs de crédito — que é o nome da categoria das empresas desse tipo —, sendo a mais famosa delas a SCPC. 

O Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) é uma empresa brasileira, do grupo Boa Vista, que apesar de menos conhecida, é precursora no Cadastro Positivo.

Além disso, a empresa também conta com outros serviços como o SOS Cheques e Documentos, onde você pode registrar alertas caso tenha perdido sua carteira, protegendo o seu nome contra fraudes.

Aline Oliveira

Jornalista formada pelo UniBH, com especialização em Marketing Digital. Adora conversar sobre economia, finanças, investimentos, empreendedorismo e carreira.

1 comentário

Dá aquele like!

Curta nossas páginas nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades do Pago Quando Puder!

Receba as novidades!