Pago Quando Puder
Como consultar o SPC e Serasa

Como fazer uma consulta ao SPC ou Serasa

Você está com o nome sujo? Se não, tem certeza?

É que hoje, só no Brasil, mais de 62 milhões de pessoas estão negativadas segundo dados da CNDL. E muitas delas podem nem saber disso, seja por se esquecerem de alguma dívida ou por terem caído em golpes com o uso do CPF. 

Por isso é importante que você confira o seu status junto às empresas de proteção ao crédito, como SPC e Serasa. E, se você não sabe como fazer a consulta, nós vamos te ajudar.

O que é o SPC e o Serasa?

O SPC e o Serasa são dois dos mais importantes órgãos de proteção ao crédito no Brasil.

Elas possuem banco de dados — no caso da duas, compartilhado — que organiza o histórico dos pagadores. Isso independente de serem históricos de inadimplência, que é o nome sujo, quanto de bom pagamento, que é o Cadastro Positivo.

O objetivo dessas empresas, dentre outras coisas, é entregar esses dados a bancos, instituições financeiras e comércio, para que elas avaliem se devem ou não conceder condições especiais a algumas pessoas.

Ou seja: se elas são boas pagadoras e não tem nenhuma pendência no CPF, tem mais chances de conseguirem cartão de crédito, parcelamento, financiamentos etc

Isso na prática ajuda tanto as empresas, que se protegem da chance de não serem pagas, quanto para os consumidores que correm menos risco de acumularem diversas dívidas e perderem o controle. 

Como a negativação funciona

A partir do 1º dia de atraso do boleto ou pagamento, a empresa a qual você deve já pode acionar as empresas de proteção ao crédito

Contudo, cabe a ela a decisão de quando e para qual dos serviços de proteção ao crédito seu nome será direcionado para a negativação.

No geral, as empresas e bancos trabalham com 15, 30, 45 ou 60 dias, dependendo do tipo de serviço/produto que elas oferecem. De toda forma, no contrato de compra você consegue encontrar essas informações.

Diferença de Negativação e Inadimplência

Outro ponto importante é entender que nem todas as suas dívidas podem sujar o seu nome.

A inadimplência corresponde ao atraso no pagamento conforme prazo estipulado por ela. Seja por esquecimento ou por que você realmente não conseguiria pagar. Isso faz de você um potencial negativado, mas não necessariamente coloca o seu nome no SPC e Serasa — pelo menos não de imediato.

Já a negativação diz respeito ao que chamamos de “ter o nome sujo”. É quando a empresa a qual você deve notifica um ou mais órgãos de proteção ao crédito sobre a sua dívida e coloca esse status em seu banco de dados.

10 dias entre o aviso e a negativação

Antes do seu nome ficar negativado, as empresas de proteção ao crédito precisam entrar em contato com você, geralmente através de carta. A partir disso você tem 10 dias para quitar a dívida antes que o seu CPF seja cadastrado como inadimplente.

Isso acontece para evitar que pessoas que estão com boletos em atraso por descuido — esquecimento, perdeu o boleto, achou que já havia pago — tenham tempo de regularizar as suas dívidas. E, ao mesmo tempo, para quem não conseguiu pagar tente reverter a situação antes de ficar com o nome sujo. 

Após o pagamento, o nome é regularizado em até 5 dias

É de responsabilidade também da empresa que sujou o seu nome informar que a dívida foi quitada, ou pelo menos renegociada.

Com isso, a partir da data do pagamento integral ou da primeira parcela da negociação, em até 5 dias o seu nome estará limpo novamente. 

Lembrando que, se o seu nome estiver negativado por mais de uma empresa, ele segue no cadastro daquelas que você ainda não pagou.

Como fazer uma consulta no Serasa

Existem três formas de fazer uma consulta no Serasa: pelo site, pelo aplicativo ou presencialmente, nas unidades da empresa.

A consulta é gratuita e informa também o seu Cadastro Positivo, um sistema automático que guarda o seu histórico como bom pagador e dá uma nota, que vai de 0 a 1000. 

Quanto maior, maiores as suas chances de conseguir boas condições de crédito, juros menores e melhores ofertas.

Consulta pelo site

Para consultar a situação do seu CPF pelo site, você deve:

1.  Acessar o site Serasa Consumidor;

2. Incluir o número do seu CPF no local indicado como “Digite seu CPF”, logo na primeira visualização da página;

3. Clicar em “Consultar Agora”, um botão rosa posicionado ao lado do campo citado anteriormente;

4. Preencher o cadastro solicitado, caso seja o seu primeiro acesso, fornecendo:

  • Nome Completo;
  • Data de Nascimento;
  • E-mail;
  • Senha de acesso, que deverá contar com o mínimo de oito caracteres, considerando números e letras. Inclusive, atente-se à forma de escrita, pois são consideradas letras minúsculas e maiúsculas.

5. Verifique sua conta por meio do recebimento de um código único, que será disponibilizado, conforme sua escolha, no e-mail de cadastro ou por SMS em seu celular;

6. Digite o código que recebeu no site de acesso e, em seguida, clique em “Confirmar Código”.

Logo você terá acesso a todas as informações que constam como negativação em seu CPF, incluindo o nome das empresas e valor que deve.

Consulta pelo aplicativo

O Serasa também permite a consulta pelo seu smartphone, disponibilizando seu aplicativo para download em aparelhos com sistema operacional Android (Google Play) e IOS (Apple Store).

Prontinho! Agora você tem acesso a todas as informações de débitos que constam vinculadas ao seu CPF e score na palma da mão!

Consulta nas unidades do Serasa

Se você preferir, também é possível consultar a situação do seu nome junto ao Serasa dirigindo-se a uma de suas unidades em todo o País.

Como fazer uma consulta no SPC

Você consegue consultar o posto de atendimento mais próximo da sua casa pelo site, digitando o seu CEP. Ah! Não se esqueça de levar um documento de identificação com foto para o atendimento.

O SPC também disponibiliza o serviço de consulta, porém com algumas diferenças do Serasa. Apesar de permitir o acesso às informações por site, apenas pelo aplicativo e pessoalmente elas são gratuitas.

Consulta pelo site

Para consultar a situação do seu CPF no SPC pelo site, você deve:

1.      Acessar a loja SPC Brasil;

2.      Escolher qual serviço pretende comprar e clicar em “Consulta”. Dentre as opções estão:

  • Consulta de CPF – SPC e Serasa (a partir de R$16,90);
  • Consulta completa de CPF (a partir de R$9,90);
  • Consulta de CPF de terceiros (a partir de R$16,90).

3.      Incluir o seu CPF no campo com este nome;

4.      Pagar pelo pacote de crédito escolhido.

Após o pagamento você será redirecionado para o cadastro e deverá seguir os passos indicados na página. Além dos pacotes de crédito citados, também é possível adquirir valor superior, tendo eles disponíveis para novas consultas ou outros serviços.

Consulta pelo aplicativo

O aplicativo do SPC está disponível, assim como o do Serasa, para as lojas Google Play (Android) e Apple Store (IOS).

Ao contrário do site, aqui a consulta, e outros recursos, estão disponíveis de forma gratuita, o que facilita bastante o entendimento sobre a situação do seu CPF.

Além da consulta gratuita, o APP ainda disponibiliza o “teste de bem-estar financeiro”, uma ferramenta de autoavaliação desenvolvida para te auxiliar a equilibrar suas finanças. 

Ainda está previsto para 2019 uma área de negociação, facilitando a quitação dos débitos e a regularização do seu nome.

Consulta nas unidades do SPC

Também é possível ter acesso às informações de forma gratuita, para o seu CPF, buscando por uma das unidades do SPC em todo o Brasil.

Basta procurar pelo posto de atendimento mais próximo a você no site, incluindo o estado e a cidade que reside, e se direcionar ao local portando documento de identificação com foto.

Outras formas de saber se o nome está sujo

Se preferir, você possui outras alternativas além da própria empresa que notificou a sua inadimplência.

Consulta de negativados nos Correios

Os Correios são uma das opções alternativas de consulta. Nas agências, que você pode buscar pelo próprio site ou contar com a conveniência de ter uma próxima à sua região, é possível realizar a consulta do seu CPF e até mesmo de terceiros.

O serviço é pago, na própria agência, praticando o valor de R$12,90 para consulta do próprio CPF e de R$19,90 para consulta de terceiros.

São aceitos dinheiro em espécie, cartão de crédito e de débito como forma de pagamento e é permitida a consulta de até 10 CPFs por atendimento, sendo calculado o valor por item consultado.

Para isso, é indispensável a apresentação do documento com foto do interessado.

Consulta pelo banco

Uma outra opção é, durante a sua visita ao banco, solicitar a verificação junto ao seu gerente. Como o acesso às demais informação já está vinculado à portabilidade de sua identificação, basta aproveitar o momento e pedir uma orientações sobre a situação de seu CPF.

Lais Bolina

Apaixonada por Marketing Digital, aprendeu a lidar com dinheiro na marra, quando começou a se bancar sozinha aos 21.

Deixe aqui o seu comentário

Dá aquele like!

Curta nossas páginas nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades do Pago Quando Puder!

Receba as novidades!