Pago Quando Puder
Como Proteger o seu CPF

Como proteger meu CPF dentro e fora da internet?

O seu CPF, ou Cadastro de Pessoa Física, é um registro que vai te acompanhar para sempre.

Mas será que você está cuidando bem dele?

De acordo com uma pesquisa do Serasa Experian, em janeiro de 2018, o país sofreu com uma tentativa de fraude a cada 16,6 segundos

O estudo prova que existem muitos golpistas interessados em roubar dados pessoais para fechar negócios ou solicitar crédito sem precisar pagar. 

Para evitar o constrangimento de ser cobrado por uma compra que não fez e ainda as complicações de ter o CPF usado por outras pessoas, é muito importante se proteger. 

Por isso, nós separamos dicas de como se proteger — na internet e fora dela —, para evitar esse tipo de problema.

Se protegendo no dia a dia

Algumas práticas do dia a dia aparentemente inofensivas podem deixar o seu CPF mais vulnerável. Por isso:

Não empreste os seus documentos

Não é interessante emprestar cartões ou outros documentos para outras pessoas, mesmo que sejam de confiança. Por serem itens pessoais e muito importantes, o melhor é deixá-los sempre por perto. 

Até mesmo quando os atendentes de lojas ou empresas desejam conferir seus documentos, não é indicado perdê-los de vista, para evitar clonagens ou a troca de documentos.  

Evite sair com documentos desnecessários

A maioria das pessoas tem o número do CPF na Carteira de Identidade (RG). 

Sendo assim, não existe necessidade de andar com o cartão de CPF dentro da bolsa, e ter mais chances de esquecer, perder ou ter os documentos roubados.  

Não descarte documentos sem antes picotá-los

Documentos como o RG e o Passaporte tem um prazo de validade e durabilidade, e também precisam ser trocados em caso de danos que impeçam a leitura.

Seja qual for o motivo, antes de realizar o descarte é muito importante picotá-los ao máximo para impedir que eles caiam em mãos erradas

Da mesma forma, faça com notas fiscais, recibos de pagamento, contratos e qualquer papel que contenham os seus dados pessoais antes de serem jogados no lixo.  

Cuidado com as cópias 

Se você tirou um xerox dos seus documentos, mas não precisa mais usar, também é válido realizar o destarte com cuidado

Afinal, da mesma forma que acontece com os documentos, pessoas podem usar a sua cópia para aplicar fraudes. 

Protegendo o CPF na internet

O mundo virtual também apresenta uma série de riscos ao CPF. Felizmente, existe uma lista de atitudes que podem ajudá-lo a ficar longe dos riscos. 

Desconfie de e-mails suspeitos

Uma das tentativas dos golpistas é enviar emails para tentar pegar as informações que precisam para efetuar as fraudes — o  crime é conhecido como phishing. 

Para não cair na armadilha, é muito importante — antes de abrir a mensagem — verificar o remetente que enviou o email

Geralmente, os criminosos se passam por empresas ou bancos que você já usa para tentar te confundir, mas os endereços de emails são diferentes dos das organizações

Também é relevante conferir se a mensagem apresenta os seus dados corretamente e, caso ainda tenha dúvidas, entre em contato com a organização

Lembre-se de que bancos e demais instituições nunca solicitam que você confirme seus dados pessoais por email. 

Tenha um bom antivirus

Um bom antivírus é capaz de barrar e-mails suspeitos antes mesmo que eles cheguem em sua caixa de entrada. Portanto, é válido manter o programa atualizado para reduzir as chances de receber ameaças virtuais. 

Além de proteger os e-mails, o antivírus pode identificar sites suspeitos — o que garante uma navegação mais segura e pode evitar que os seus dados sejam sequestrados em páginas na internet. 

Procure a origem dos seus sites de compras

Comprar na internet é muito bom, mas também exige cuidados. É essencial verificar a segurança antes de fazer o cadastro ou preencher um pequeno formulário em um site de compras. 

Para isso, um bom começo é acessar o site da Receita Federal para buscar pelo CNPJ da empresa. Se ele não estiver visível na página (geralmente fica no final da rolagem, lá na barra no final do site), vale a pena entrar em contato para solicitar a informação. 

Outro passo importante é verificar se existe um cadeado ao lado do endereço do site, na URL. Isso significa que a plataforma recebeu uma proteção especial e os dados inseridos nela trafegam de forma mais segura. 

Ele é assim:

Fonte: Magazine Luiza

E serve justamente para conferir se o site é seguro:

Também é interessante buscar o nome da empresa na internet para checar se existem reclamações ou processos — em sites como o Reclame Aqui — , e pedir indicações para os amigos.    

Não use seus dados em máquinas públicas

Acessar o internet banking, fazer compras online, ou qualquer outra operação que envolva os seus dados pessoais devem preferencialmente ser realizadas nos seus aparelhos próprios. 

Em máquinas públicas (ou até mesmo em redes de internet públicas) não dá para ter certeza de que não existem programas que estão capturando as suas informações

Se for necessário utilizar um equipamento público, não se esqueça de sair das suas contas quando terminar. 

Monitore o seu CPF

É possível aproveitar sistemas, como o Serasa Antifraude, para monitorar o seu CPF. Depois de contratar o plano, você será avisado  — por email ou SMS — no caso de:

  • Registro de dívidas;
  • Possibilidades de negativação; 
  • Abertura de empresas em seu nome;
  • Consulta de organizações ao seu cadastro. 

Assim, caso não seja você quem realizou as ações, vai saber que foi vítima de fraude e poderá buscar ajuda para resolver o problema rapidamente

Não responda SMSs com os seus dados

A maioria das pessoas já recebeu um SMS dizendo que elas receberam um prêmio incrível, mas que para pegá-lo era necessário confirmar algumas informações. 

Na maioria das vezes, a vítima nem estava participando de nenhuma promoção.

Esse tipo de golpe é comum. 

Normalmente, as empresas não solicitam dados por SMS, mas caso fique com dúvidas, basta entrar em contato com ela por algum canal oficial e questionar.   

E se ainda assim eu tiver um problema?

Mesmo tomando todos os cuidados, todo mundo está sujeito a ser vítima de um golpe e ter o seu CPF usado por criminosos. Caso isso aconteça, é fundamental fazer o boletim de ocorrência o mais rápido possível

Em seguida, é importante entrar em contato com o banco ou empresa que foi aproveitada pelos criminosos para reclamar o que aconteceu.

Ficar com o nome sujo por uma dívida em aberto, seja ela verdadeira ou não, é sempre uma dor de cabeça. 

Por isso, quando o assunto é o seu CPF, todo o cuidado é válido!

Carol de Assis

Mãe e redatora freelancer, aprendeu (depois de vários apertos) a importância de administrar bem o dinheiro e ter uma reserva financeira.

Deixe aqui o seu comentário

Dá aquele like!

Curta nossas páginas nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades do Pago Quando Puder!

Receba as novidades!