fbpx

>

>

Cartão adicional: como funciona?

Tempo de leitura: 6 minutos

Se você costuma comprar coisas para a família no seu cartão de crédito, pode ser interessante pedir um cartão adicional e oferecer mais liberdade para quem precisa utilizá-lo. 

Da mesma maneira, se você ainda não tem um cartão de crédito — por medo de gastar demais, score baixo, restrição no nome ou está começando a sua vida financeira agora —, mas sempre usa o de um parente ou amigo, o cartão de dependente pode te ajudar em vários momentos.

Seja para presentear alguém ou para você utilizar, é importante entender como funciona o cartão adicional, pois isso evita surpresas e desavenças no futuro, assim como um nome restrito por descontrole no pagamento. Essa é uma situação que sempre ensinamos aqui que você precisa fugir dela, né?

Acompanhe a leitura! 

Como funciona um cartão adicional na prática?

O cartão adicional, ou cartão de dependente, nada mais é do que um cartão de crédito extra que o titular do cartão oferece para a utilização de outra pessoa, em seu nome. 

Ele é indicado quando alguém usa o cartão de outra pessoa para realizar compras e, em vez de um mesmo cartão passar de mão em mão, cada um terá o seu com o próprio nome impresso, mas a fatura virá apenas no nome do titular.

Por exemplo: se você tem filhos, pais, cônjuge, irmãos ou alguém de muita confiança que precisa de um cartão de crédito, mas não tem, pedir um cartão adicional para essa pessoa pode ser uma saída.

Mas atenção: o cartão extra é apenas uma facilidade e uma comodidade para o cliente, não é outro cartão de crédito com limite separado. 

Como funciona o limite e a senha?

O limite do cartão do titular e do dependente — ou dos dependentes, se você solicitar mais de um — é o mesmo limite de uso total do cartão. Por exemplo: se o limite é de R$ 3 mil e você já gastou R$ 1.200 em compras, restam ainda R$ 1.800 que podem ser utilizados tanto pelo titular quanto pelo adicional.

Por isso, tenha sempre em mente que o limite de crédito é dividido entre todos os usuários do cartão e isso pede ainda mais atenção ao saldo disponível à medida que for utilizando o produto.

Porém, em relação à senha, a situação muda. Quando o titular pede um cartão de dependente para o banco, ele deve informar o nome da pessoa que receberá o adicional e esse novo cartão chegará ao endereço do titular. 

Com isso, a instituição financeira enviará o cartão com o nome do dependente impresso no produto e depois enviará a senha desse novo cartão separadamente. Vale ressaltar que ambos, cartão extra e senha, chegarão ao endereço do titular e somente ele poderá desbloquear o cartão adicional.

Ao receber o papel com a senha e efetuar o desbloqueio, o titular entrega o cartão ao dependente e essa pessoa pode (e deve) fazer a alteração da senha por medida de segurança.

planilha de controle financeiro

Dá para colocar limite no cartão adicional?

Geralmente, quando o titular solicita um cartão de dependente, ele também pode informar o limite que aquela pessoa poderá utilizar dentro do limite total de crédito. Essa é uma forma de controlar os gastos do dependente e evitar que ele extrapole nas compras.

No entanto, a possibilidade de definir o valor que o adicional poderá utilizar varia de banco para banco, sendo assim, é importante verificar as regras da instituição que oferece o produto.

Como funciona a fatura do cartão de dependente?

A maioria dos bancos adota uma única fatura de gastos; é o caso do cartão adicional do Itaú e do Santander, por exemplo. Assim, as compras do titular e do dependente serão reunidas no resumo da fatura, mas a identificação das compras é feita pelo número final de cada cartão — geralmente, os quatro últimos números aparecem no documento.

Porém, em nossas pesquisas vimos relatos sobre faturas que chegam separadamente. É importante ter em mente que mesmo nesses casos, o pagamento é de responsabilidade do titular. Também vale ressaltar que a data de vencimento é uma só para todos os cartões.

Quais bancos oferecem?

A maior parte das instituições financeiras que oferecem cartão de crédito também disponibiliza a contratação de cartão adicional. Muitas delas, inclusive, permitem mais de um adicional por cliente.

No cartão Carbon, do C6 Bank, por exemplo, é possível ter até seis pessoas a mais gratuitamente. É importante sempre se certificar com o banco do seu cartão. 

Porém, não poderíamos deixar de informar que um dos cartões de crédito sem anuidade mais utilizados entre os brasileiros — o Nubank — não disponibiliza o serviço de cartão adicional para seus clientes

Existe anuidade ou taxas de cartão adicional?

As cobranças referentes ao cartão do dependente devem ser avaliadas em cada instituição financeira, pois isso varia bastante. A título de exemplo, no C6 Bank o cartão de crédito comum oferece o primeiro cartão adicional grátis. Sendo assim, se o cliente deseja ter mais dependentes, será cobrada a mensalidade de R$ 20 por cartão.

Já a modalidade Carbon, do mesmo banco, é uma linha exclusiva para clientes de alta renda e isso permite que o banco ofereça até seis adicionais gratuitos. 

Caso o titular deseje ter mais dependentes que isso, haverá a cobrança de anuidade para cada um no valor de 50% do que o titular já paga. Para esse perfil de cartão são 12 parcelas de R$ 85. No entanto, vale a pena pesquisar por bancos que oferecem adicionais grátis.

Quais as vantagens de ter um cartão de dependente?

A possibilidade de fazer compras de maneira independente, sem precisar pegar o cartão com o titular ou ainda pedir autorização, são algumas das vantagens de solicitar um cartão adicional. Se essas pessoas moram distantes, por exemplo, ter um cartão extra se torna uma comodidade.  

Outra vantagem é poder acumular mais pontos em programas de benefícios e recompensas, caso o cartão principal esteja cadastrado em algum programa do tipo. Isso acontece porque, quanto mais compras forem feitas no cadastro do cliente, mesmo que no cartão adicional, mais ele reúne pontos para trocar posteriormente.

Também tem a vantagem de utilizar o cartão adicional como forma de ajudar outras pessoas que não têm acesso a crédito no mercado. Além disso, esse produto de crédito pode ser um instrumento para ajudar a promover a educação financeira entre os adolescentes, já que muitos cartões permitem incluir pessoas acima de 16 anos.

De posse do cartão com um limite preestabelecido, o jovem pode comprar itens que precisa dentro do orçamento definido pelos pais, por exemplo. Isso ajuda na conscientização sobre a utilização correta dos produtos de crédito.

E as desvantagens do cartão adicional?

Nem tudo oferece só vantagens, certo? Com o cartão adicional não é diferente e os riscos são, basicamente, os mesmos quando não há planejamento na hora de utilizar um cartão de crédito. 

É comum as pessoas não verificarem o saldo disponível antes de realizar uma compra e, dependendo do valor e das políticas do banco, a compra é aprovada. O problema é quando uma cobrança extra é praticada por ter excedido o limite. Isso é ruim, pois a cobrança poderia ter sido evitada se houvesse um acompanhamento dos gastos. 

Além disso, há a situação contrária, na qual a compra não é aprovada e o cliente acaba ficando em uma situação embaraçosa ou perde uma oportunidade de compra.

Outra desvantagem, talvez a principal, é o fato de que o dependente está comprando no seu nome e a responsabilidade do pagamento da fatura é apenas do titular. Sendo assim, caso a pessoa compre no cartão e não pague, o titular terá que cobrir a despesa ou poderá ficar com o CPF restrito.

Existe variação de regras para cartão adicional entre os bancos?

Sim, cada instituição financeira trabalha com regras próprias que definem as condições de oferta e utilização de crédito. Existem bancos que oferecem adicionais gratuitos, outros, apenas um adicional e cobra por isso. Tem ainda aqueles que isentam da taxa dependendo de quanto o cliente gasta por mês.

Por isso, sempre que for contratar um cartão de crédito, pergunte, leia e se informe sobre todas as políticas de cobrança da empresa. Isso evita muita dor de cabeça depois.

5 dicas para contratar um cartão adicional

Você sabe que cartão de crédito é algo vantajoso para ajudar a realizar projetos, mas é também um produto financeiro que precisa de planejamento e cautela para utilização, certo? Por isso:

  • avalie se o seu limite é o suficiente para ser compartilhado com outra pessoa;
  • analise bem antes de entregar um cartão de dependente para quem você tem em mente. Essa pessoa é de confiança? Costuma honrar seus compromissos financeiros? Utiliza o dinheiro de forma consciente?;
  • explique as condições de utilização do cartão, como limite disponível, data de vencimento e peça para ter responsabilidade;
  • oriente a pessoa a ter um controle eficiente dos gastos dela e sempre acompanhar a previsão da fatura;
  • se preciso, bloqueie o cartão do dependente caso note que entregá-lo não foi uma boa ideia. 

Para finalizar a leitura, saiba que assim como qualquer produto de crédito, o cartão adicional tem muitas vantagens se for bem aproveitado. Utilize a favor da realização dos seus projetos e dos de quem você gosta e veja como ele pode ser útil!

Este artigo foi útil? Você pode receber mais conteúdos como este toda semana no seu e-mail. É só se cadastrar gratuitamente no Clube do Corre!

Tags relacionadas

Aline Oliveira

Jornalista formada pelo UniBH, com especialização em Marketing Digital. Adora conversar sobre economia, finanças, investimentos, empreendedorismo e carreira.
ilustração de envelope com 1 notificação

Participe do Clube do Corre

E receba lembretes semanais sobre tudo o que impacta o seu bolso! É de graça:

    Compartilhe

    Compartilhar no facebook
    Compartilhar no whatsapp
    Compartilhar no email
    Compartilhar no linkedin
    Compartilhar no twitter
    Compartilhar no pinterest

    Você pode gostar também

    Queremos saber o que você achou!

    Deixe aqui seu comentário.